get Universitários que bebem são mais felizes

Você que já estudou, se formou ou ainda estuda em alguma faculdade já pode ter percebido que além de bibliotecas, gráficas e lanchonetes o que mais existe perto de uma faculdade são bares, sim meu caro BARES!

A vida de um universitário é bem corrida,  ele trabalha e depois vai direto para a faculdade, estuda que nem um louco, fica estressado etc. Mas ele precisa de um momento de descanso, eis que surge o famoso “intervalo” entre as aulas, é ai que começa a diversão, a galera corre para o famoso bar do Zé, do Ceará, Bigode, Santista etc. E logo já manda: – Desce ai cerveja!

Sim, papais e mamães, seus filhos também bebem na faculdade e posso dizer que os mesmo são BEM mais felizes por praticar esse ato, porque segundo um estudo feito pela Associação Americana de Sociologia os alunos que bebem para ficar bêbados são mais felizes com a experiência do que os que nem bebem tanto assim ou simplesmente não bebem.

Foram ouvidos em torno de 1600 estudantes de uma faculdade de artes de elite no Noroeste do pais, em 2009. Eles classificaram a base de comparação para os níveis de quem bebe demais com o consumo de pelo menos quatro drinques para as mulheres e cinco para os homens, em uma única vez, e com intervalos de 14 dias. No estudo, chegaram à conclusão de que os bebedores consomem 13,7 drinques por semana, enquanto aqueles alunos que bebem menos ingeriam 4,2 drinques em sete dias.

Segundo a professora de sociologia Carolyn L. Hsu, a co-autora da pesquisa, beber ainda é um comportamento usado para se encaixar nos grupos mais prestigiados dentro do meio universitário. “Beber demais significa participar de um grupo de status na faculdade. Beber é o que os mais poderosos, saudáveis e felizes fazem no campus. Isto explica porque é uma prática tão desejada. Por isso, quando os alunos de grupos sociais menos populares bebem demais, eles estão tentando se aproveitar dos benefícios e da satisfação social que têm os colegas que sempre fazem isso. E, os estudos apontam, que eles conseguem ter sucesso nestes momentos”.

beer facebook drinks 20110520085944 Universitários que bebem são mais felizes

O estudo ainda observou que aqueles grupinhos mais fodas da faculdade os famosos grupinhos dos “populares” como o grupinho dos atletas, dos homens mais desejados da universidade, homossexuais, as patricinhas mais gostosas (Hoje em dia o grupo das piriguetes), e ate os afiliados de alguma irmandade são mais felizes durante o tempo que passa na faculdade, são felizes por estarem na faculdade e eles apresentam também uma tendência maior a beber mais doses do que as pessoas de grupos menos prestigiados ou o povo esquecido da faculdade como não-atletas, nerds (se bem que nos dias de hoje os grupinhos dos nerds estão bem populares), não-afiliados a alguma irmandade e etc. Carolyn explica que os estudantes que são considerados socialmente mais poderosos bebem mais. Os maiores bebedores são associados como de alto status e como os mais ‘legais’ no campus.

A pesquisa mostrou também que a “bebedeira” é um caminho usado pelos estudantes para se adaptar e passar pela vida universitária, principalmente por aqueles que não apresentam tanta tendência a beber. Segundo Hsu, muitos entrevistados escreveram que não gostariam de beber tanto, mas acreditam ser a única coisa socialmente aceita que é feita para se divertir.

Os alunos que dizem que esta tudo ótimo em suas vidas e tal, esses são os que mais bebem, fiquem de olho!!!

Enfim, você pode beber, ser o maior bebedor da sala, o mais rápido para beber uma garrafa de cerveja etc. mas lembre-se que você tem que beber com responsabilidade e cara, saiba conciliar a bebedeira e os estudos, sim isso é possivel, da pra beber e estudar, se eu consegui você tambem consegue!

Créditos: Terra