Hoje daremos início a uma série de postagens sobre como montar um bar. Cada texto terá como foco um aspecto do estabelecimento com a idéia de sanar todas as dúvidas de como abrir seu próprio bar. O tema de hoje é como identificar se você tem tino pra um bar e qual tipo de bar seria esse.

etilicosdestaque Como abrir um bar: Identificação com o seu negócio.

Amigos, risadas, festa, entretenimento, status, bebedeira, diversão são adjetivos que, sem dúvida,  devem passar pela tua cabeça quando você pensa em abrir um bar. Muitos sonham com um bar esportivo, com inúmeros telões, outro com um br musical e shows todos os dias. Mas na “vida real” nada é tão simples quanto imaginamos.  Abrir seu próprio bar é uma enorme responsabilidade, ás vezes muito maior do que sequer imaginamos. São inúmeras incógnitas nessa equação como investimento inicial, fornecedores instáveis, clientes chatos e até atenção meticulosa aos detalhes.

Nos últimos 20 anos, os bares tornaram-se autenticas montanhas russas, ou seja,  com picos e vales imensos e altamente instáveis uma vez que o sucesso dos mesmos depende completamente do que está na “moda”. A idéia principal é procurar uma identidade para o seu negócio e ser fiel até o final com ela. Se sua idéia é ser um bar normal lembre-se que você se tornará apenas mais uma opção e estará sempre refém ao preço dos seus produtos.

Achou complicado? Com certeza é. Até porque o bar é também um tipo de entretenimento e concorre com todas as outras formas de diversão. Lembre-se que cinema, sorveteria, boate, parques e até eventos esportivos são concorrentes.

Para se ter idéia de como é importante ter conhecimento e ser fiel ao que se pretende abrir, aproximadamente 80% das empresas que abrem vão a falencia nos primeiros 5 anos devido a falta de domínio e identificação com o negócio. Não adianta ser uma pessoa anti-social, que prefere tratar as coisas pelo computador e pensar em abrir seu próprio bar. O dono do bar tem que ser a cara do seu estabelecimento. É ele que vai receber as pessoas, que  vai as mesas buscar o feedback da qualidade cm o intuito de fidelizá-los.

Outra coisa que tem que levar em consideração é o tempo que o estabelecimento irá te tomar. Dono de bar trabalha até a alta madrugada. Talvez seja um empecilho  ao seu estilo de vida. Outra coisa é saber que o dono de bar normalmente abre mão da sua liberdade. Um bar não tem férias e, normalmente, no início do empreendimento o proprietário tem que cumprir todas as funções, ou seja, serão alguns anos de trabalho árduo e ininterrupto. Há casos de empreendedores que trabalham das 10h da manhã às 04 ou 05 da manhã.

Outra coisa que o bar inevitavelmente interfere é no relacionamento familiar. Normalmente seu horário peculiar de funcionamento não casa com o do resto da família, atrapalhando o convívio familiar.

Com o passar do tempo, pode eleger uma pessoa de extrema confiança para delegar a função de gerente e tomar conta do seu empreendimento, mas nos primeiros 6 a 12 meses, isso é completamente inviável.

No próximo post falaremos dos tipo de bar que pode abrir.

COMENTÁRIOS