Você já imaginou ser voluntário e ter que beber cerveja durante 2 meses para a realização de uma pesquisa para testar os benefícios de uma cerveja artesanal?

Parece até mentira, mas é a pura realidade que o Chile está esfregando na nossa cara, porque o Centro de Pesquisa do Homem do Deserto (Cihde), localizado em Arica, na costa do Pacífico no Chile, está à procura de voluntários para beber cerveja durante 56 dias para estudos científicos.

A pesquisa pretende verificar os benefícios de uma cerveja especial, produzida com umatola, planta que nasce a 3.800 metros de altitude. A bebida é uma mistura especial ao estilo irlandês, de cor negra e gosto amargo, com alta quantidade de malte torrado.

Os pesquisadores procuram por ate 25 pessoas que estejam dispostas a participar da experiência, e esses voluntários devem ter entre 35 e 60 anos, apresentar três ou mais fatores de risco para doenças cardiovasculares, como hipertensão, histórico de doença cardíaca na família e colesterol alto.

Durante os primeiros 28 dias, os voluntários devem beber uma garrafa de cerveja comum de 300 ml, todo dia. Depois, eles devem passar por um período de abstinência de duas semanas.

Depois desse período de abstinência, os voluntários passarão 28 dias bebendo, dessa vez, a cerveja especial produzida com a planta umatola.

Quem quiser participar deve entrar em contato com o centro pelo e-mail [email protected], até o final de janeiro. As pesquisas devem começar ainda no primeiro semestre de 2018.

Então se você corresponde aos critérios de seleção, porque não tentar uma vaga nesse seleção de voluntários para beber cerveja no Chile, ou você achou que os chilenos só viviam de vinho? 😀

 

COMENTÁRIOS