Hoje começamos uma nova série aqui no Etílicos: Jogos de bar. Aqueles jogos que são famosos nas rodas de amigos, quando estamos nos embreagando desesperadamente nos bares da vida, que fazem a alegria dos beberrões desocupados. E pra inaugurarmos essa seção, escolhemos o jogo que talvez é o mais famoso e jogado entre todos: a porrinha.

16145 e1343329003776 Jogos de bar: Porrinha

Conhecida em alguns lugares como purrinha, esse é um jogo extremamente conhecido entre os botequeiros e bebuns de fim-de-semana. Praticamente todo mundo que gosta de um goró já jogou porrinha alguma vez na vida, e a chance de ter dado um P.T daqueles é muito grande. Se você já conhece o jogo vai curtir esse post, se não tem idéia do que eu tô falando, preste atenção. Garanto que vai se amarrar no joguinho.

As regras do jogo

Simples. Usam-se pedaços de papel, palitos quebrados, moedas ou qualquer outro material que possa ficar dentro da palma da mão. Pode ser jogado de 2 a várias pessoas. Cada pessoa terá 3 pedaços de papel (ou o material escolhido) consigo e terá de escolher uma quantidade a colocar na mão. Depois todos deixam a mão fechada sobre a mesa, então cada jogador apostara quanto dara a soma de todos os pedaços de papel que esta na mão de cada um. Ganha aquele que ficar com os papeizinhos de todos, apos ter acertado repetidas vezes seu palpite. Na primeira rodada não é permitido sair como a mão vazia, isso elimina algumas possibilidades, tornando a primeira rodada menos difícil, por exemplo, num jogo com 5 participantes o mínimo é 5 (um para cada), ou seja, não será apostado “lona” (zero) na primeira rodada. As rodadas seguintes tendem a ficar mais emocionantes.

Essa é a maneira original de se jogar, contudo, existe uma variação bem interessante (e da qual gosto muito de jogar). A cada rodada diminui um participante e o perdedor da última rodada (onde participam 2) deverá “pagar uma prenda”. E adivinhem qual é aprenda: virar um copo de cachaça de vez, no gargalo. Vale lembrar que a cachaça pode ser substituida por qualquer outra bebida alcoólica como, vodka, cerveja, absinto, licor, vinho e etc.

Não basta ter sorte…

…Tem que ter raciocínio também, principalmente se jogado com duas pessoas. Uma das verdades sobre a porrinha é que sempre quem dá o primeiro palpite sai em desvantagem. Você acaba dando informações valiosas ao adversário que, se esperto, vai tirar vantagem delas. Exemplo: Um jogador pede quatro palitos. Seu adversário acaba percebendo que ele tem, ao menos, um palito em mãos. Pode parecer besteira, mas no jogo isso faz toda diferença na hora de se formular um palpite.

PORRINHA Jogos de bar: Porrinha

Vacilou, paga a prenda!

Uma outra situação é quando seu adversário pede 6 palitos. Quando isto acontece, o outro já supõe que ele tem três na mão e, somando com sua própria quantidade poderá dar o palpite exato. Entretanto, duas coisas podem acontecer: uma delas é os dois terem três palitos, e por pura sorte aquele que pediu seis acertou; ou senão o que pediu seis blefou, tem menos de 3 na mão e o fez apenas para prejudicar seu adversário. Neste caso nenhum dos dois ganha e o jogo prossegue.

Esse foi um post de inauguração, outros joguinhos virão. Conhecidos ou não, se é de boteco nós escreveremos aqui. Mandem suas sugestões nos comentários.