Uma nova dieta surge no mercado e libera o champanhe, incentivando o consumo de até duas taças por dia para seus adeptos. Rica em polifenóis, a bebida protege o coração e o cérebro. Mas será que a borbulhante bebidas que entusiasma a muitos a bater taças realmente emagrece?

De acordo com um jornal britânico, a Dieta do Champanhe incentiva a ingestão de duas taças ao dia, inseridas em um cardápio equilibrado, de até 1400 calorias diárias. A ideia do programa é simples, substituir o fast-food por um glamour saudável à mesa: ao invés de hambúrguer com refrigerante, o jantar poderia ser substituído por salmão defumado, salada verde e uma taça de champanhe.

dieta do champanhe 350 Dieta do champanhe: emagreça de maneira etilicamente saudável

Com apenas 91 calorias por taça, o champanhe pode aumentar a adesão ao programa alimentar, evitando que a pessoa boicote a própria dieta e não perca peso.  E a vantagem é que essa dieta não restringe o consumo total de bebidas alcoólicas, o que pode facilitar a manutenção da mesma, por ser menos rigorosa.

Além do mais, estudos mostraram que o consumo consciente da bebida faz bem à saúde. Ela é rica em polifenóis, substância que dilata os vasos, controlando a pressão arterial e craniana. Os cientistas perceberam que o consumo de champanhe é capaz de reduzir o mau colesterol, diminuir a incidência de derrames e ataques cardíacos, além de proteger o cérebro de doenças degenerativas, como Alzheimer e Parkinson.

É importante lembrar que para aproveitar os benefícios do champanhe sem comprometer a saúde, os cientistas recomendam o consumo de duas taças da bebida por dia. Então nada de tomar uma garrafa de champanhe por dia usando a desculpa que está de dieta.