diaintcerveja Dia internacional da cerveja: vamos bebemorar!?

Ei você que achou que hoje dia 05 de Agosto de 2011 seria uma sexta feira como todas as outras, esta enganado meu caro leitor, hoje é um dos dias mais importantes para os fieis consumidores da bebida mais famosa e social do mundo a cerveja, seja ela clara ou escura, hoje é um dia para ser celebrado.

Essa bebida tão adorada e respeitada é produzida a partir da fermentação de materiais como amido, principalmente cereais maltados como a cevada e o trigo.  O lúpulo que é o responsável pela liberação de resinas de sabor amargo, dando à cerveja sabor característico. Seu preparo inclui a água que é a parte principal do processo, uma vez que a água corresponde a 90% da composição da cerveja.

Hoje em dia, existem vários tipos de cerveja e vamos caracterizá-las como “famílias e tipo de cerveja” e elas se diferem pelo tipo de levedura que é utilizado em sua atuação durante o processo, com isso, preparamos um pequeno manual para você mostrar aos seus companheiros cervejeiros o quanto você entende da sua bebida favorita.

Família LAGERS:

As lagers (em especial as claras) são, provavelmente, o tipo mais comum de cerveja consumida. Elas são originária Alemanha. É uma cerveja de baixa fermentação, tradicionalmente armazenadas em baixa temperatura por semanas ou meses, clareando, amadurecendo e ganhando maior quantidade de dióxido de carbono, normalmente são cervejas douradas, mas também temos as variações escuras.

Exemplos de Lagers:

  • Pilsen: cerveja clara, filtrada, leve amargor, original da cidade de Pilsen.
  • Malzbier: malte caramelizado, cerveja escura e adocicada.
  • Bock: cerveja avermelhada, teor alcoólico entre 6%.
Família ALES:

São cervejas de alta fermentação, populares na Grã-Bretanha e Irlanda, esse tipo de fermentação tem o intuito de deixar a cerveja mais saborosa, incluindo uma variedade de sabores de cereais e ésteres produzidos durante a sua fermentação que lhe conferem aroma frutado; são também de baixo teor de gás carbônico, fermentadas e servidas idealmente numa temperatura mais elevada do que as lagers. Na família ALE também podemos incluir as mild (meio-amargas), bitter (amargas),  pale ale (ale clara), porter (cerveja escura muito apreciada por estivadores) estout (cerveja preta forte).

Exemplos de Ales:

  • Weizenbier, Weissbier ou Weisse: cervejas de trigo, geralmente não filtradas
  • Stout: malte tostado, cerveja escura, médio/alto amargor.
  • Trapista: cerveja feita pelos monges trapistas Belgas
  • Glühbier: do alemão Glüh = incandescente + Bier = cerveja – é uma cerveja que deve ser colocada em banho-maria.
Família LAMBICS:

Lambic é um tipo muito diferente da cerveja fabricada apenas na Bélgica. Ao contrário do convencional Ales e Langers que são fermentadas por cepas cuidadosamente cultivadas, a cerveja Lambic é produzida por fermentação espontânea, é exposta às leveduras selvagens e bactérias que diz ser nativo de um Rio que flui através de Bruxelas chamado Senne ou Zenne.  É este processo incomum, que dá à cerveja seu sabor que geralmente é azedo.

Exemplos de Lambics:

  • Faro: cerveja lambic com adição de açúcar
  • Geuze: blend de cervejas lambic
  • Kriek: cerveja lambic com adição de cerejas durante o período de maturação em barrica.

Família SEM ÁLCOOL:

Durante o processo de fabricação da cerveja é possível interferir na produção durante a fermentação, em que, alterando o tempo, a temperatura e a pressão, é possível produzir a cerveja sem álcool. Atualmente é também utilizado outro processo, em que através de um tipo de microfiltragem é possível retirar o álcool da cerveja.

 Agora que você já sabe um pouco ou o essencial sobre a cerveja vá para o bar mais próximo e comemore esse dia tão importante na companhia do amigos, mas celebre com responsabilidade.

 

COMENTÁRIOS