O Chopp, ou em bom português,  chope (do alemão Schoppen, “copo de meio – litro”, pelo francês chope) é como se denomina, no Brasil, a cerveja sem pasteurização, servida sob pressão, que em Portugalrecebe o nome de fino ou imperial.

O chamado “colarinho” é uma camada de espuma que, apesar de evitado por alguns, é um importante componente da bebida, devendo ter por volta de três dedos (ou trêscentímetros), de maneira a impossibilitar que o calor interfira em sua temperatura,[1] servindo como isolante térmico entre a temperatura ambiente e o frescor interno. A espuma é basicamente composta pelas partículas da bebida intercaladas com gás carbônico (CO2), que, entre outras propriedades, ajuda a evitar que o chope esquente rapidamente.

A VALIDADE

As cervejas possuem validade de 6 meses e o chopp, por não ser pasteurizado, tem validade de apenas 11 dias. Após retirado o lacre do barril, o chopp deve ser consumido em, no máximo, 2 dias.
O TRANSPORTE

Os barris devem ser transportados em veículos fechados ou, no mínimo, lonados para protegê-los da luz solar.

Carregue os barris pelas alças. Nunca role os barris para que a qualidade e integridade química do produto não sofra alterações.
A TIRAGEM DO CHOPP

Para tirar um bom chopp da chopeira, encoste o copo bem enclinado no bico da torneira. Esse procedimento fará com que o chopp “corra” suavemente pelas paredes do copo. Abra a torneira e vá endireitando o copo devagar.

Deixe o líquido “correr” sem interrupções até cerca de 2 cm. da borda e feche rapidamente a torneira. Desta forma, irá se formar neste espaço de 2 cm o chamado “colarinho” ou “colar” de espuma.

1 surubim As curiosidades do chopp

PERGUNTAS E RESPOSTAS

1- De onde vem a palavra chopp?
Chopp vem do alemão schopp e é uma medida de volume que equivale a 300 ml. Com o tempo, a palavra passou a designar a bebida.

2- Quanto mais gelado melhor o chopp?
Chopp a zero grau de temperatura tira a sensibilidade das papilas gustativas, diminuindo a sensação de aroma e sabor.

3- Então qual a temperatura ideal?
O ideal é que o chopp saia da máquina com temperatura entre 0 e 2 graus, para que chegue à mesa com 3 ou 4 graus e seja consumido entre 6 e 8 graus.

4- Como tirar um bom chopp?
Primeiro aproxima-se o copo levemente inclinado a 2 cm de distância da torneira. Quando o líquido chega ao meio, o copo deve voltar à posição vertical. Finalmente, com o copo quase cheio, gira-se a torneira para uma posição que só permite a passagem da espuma. Qualquer um aprende depois de três tentativas. O bom tirador é aquele que faz isso centenas de vezes numa noite e com rapidez.

5- Chopp estraga?
Sim. A bebida oxida muito facilmente. Um barril tem prazo de validade de 10 dias. Por isso é bom freqüentar bares onde o chopp tem mais saída. Bar vazio significa chopp velho.

6- Do que é feito o chopp?
Os ingredientes são água tratada, malte (que é feito da cevada), cereais cervejeiros (como o milho e o arroz), carboidratos e lúpulo (uma planta parecida com a cevada).

7- Qual a diferença entre chopp e cerveja?
Os ingredientes são os mesmos. No entanto, a cerveja recebe mais uma etapa no processo: a pasteurização. A temperatura da bebida que segue para a garrafa tem sua temperatura elevada e, rapidamente, abaixada, dando uma vida útil maior. Daí resulta a diferença de sabor.

8- Chopp é mais leve que cerveja?
Não. Por ser mais fresco, a pessoa tem a impressão de que o chopp é mais leve. Mas a fórmula é a mesma.

9- Como é feito o chopp?
O grão de cevada é selecionado, limpo, umedecido e estendido em uma grande sala (câmara de germinação) acondicionada entre 18 e 20ºC. O processo dura de 8 a 9 dias e é interrompido com uma corrente de ar de 25ºC que seca os grãos, que a essa altura desenvolveram enzimas. Depois são torrados em fornos especiais, entre 100 e 200ºC, e então moídos.Em seguida, os grãos são misturados à água. Depois de três horas o líquido é fervido e filtrado. No processo de fervura, acrescenta-se o lúpulo. Só depois ele é fermentado, resfriado a uma temperatura de 3,5ºC e transferido para tanques onde é mantido por trinta dias em temperaturas em torno de 0ºC. Por fim, é filtrado para a retirada de partículas em suspensão e para garantir brilho e transparência.

10- Quantos quilos de cevada são precisos para se fazer 1 litro de chopp?
São necessários 40 gramas de cevada para cada litro. Isso equivale, mais ou menos, a 12 pés de cevada.

11- O que é o chopp gourmet?
É aquele que obedece os padrões de qualidade estabelecidos por uma lei alemã de pureza, datada de 1516, que determina que apenas ingredientes de primeira linha podem ser usados em sua fabricação. O termo serve também para designar um chopp tirado de dois barris. Um só com a bebida, outro só com a espuma, que é mais cremosa.

12- Qual o tamanho ideal do colarinho?
Mais ou menos 3 cm de espuma.

13- Por que se deve beber com espuma?
A espuma é essencial para manter o gás. Ela protege a bebida do contato com o oxigênio, que faz o chopp amargar. A espuma também ajuda a preservar a temperatura do chopp.

14- Chopp dá barriga?
Não quando bebido com moderação. Um copo de 300ml de chopp tem entre 100 e 120 calorias, o mesmo que um suco de laranja. A diferença é que ninguém toma 10 sucos na mesma noite. Outro problema é que ninguém toma chopp sem que este seja acompanhado por algum petisco e estes sim é que normalmente são gordurosos e engordam.

15- Qual a diferença do chopp claro para o escuro?
Cada marca tem sua receita. De modo geral, o chopp escuro tem malte torrado ou leva adição de caramelo. Em alguns casos, além da cor, ele pode ser um pouco mais amargo.

16- O que é e para que serve a serpentina?
É um tubo que sai do barril e que leva o chopp até a torneira. Ela é envolta em gelo. É nesse trajeto que o chopp gela.

17- Que material é usado nas melhores serpentinas?
Cobre, alumínio ou aço inoxidável. São materiais que transmitem temperatura com rapidez.

18- Tamanho (da serpentina) é documento?
Não. O tamanho da serpentina não influencia a temperatura do chopp. Hoje em dia, há tecnologia que permite que o chopp gele mesmo em serpentinas curtas.

19- Como se deve lavar um copo de chopp?
Com sabão neutro e água corrente em grande quantidade. É importante não deixar gordura no copo, pois ela atrapalha a formação de espuma. Recomenda-se deixar secar naturalmente. Na hora de servir, molhar o copo ajudar a formar o colarinho.

20- Em que temperatura o chopp congela?
Por volta de 2,5 graus negativos.

21- Quantas marcas de chopp existem?
No Rio, cerca de 10, incluindo as das microcervejarias, como o da Galeria Gourmet.

22- Tomar chopp de canudinho dá mais onda?
O canudo em si não tem efeito algum. Só que acaba-se bebendo mais rápido e consumindo mais, o que aumenta o efeito.

23- Quando e onde inventaram o chopp?
Na Mesopotâmia (região onde hoje é o Iraque), há cerca de 6.000 anos. A cerveja só foi criada depois da invenção do processo de pasteurização, em 1876.

24- A qualidade da água influi no chopp?
Sim. A água tem de ser potável puríssima, portato, tratada para deixá-la no ponto certo, com PH adequado e quantidades balanceadas de minerais.

25- Congelar o copo antes de beber chopp é bom?
Aumenta a sensação de que a bebida está gelada. Mas, na prática, a diferença que um copo gelado dá é de cerca de meio grau a menos do que com o copo à temperatura ambiente. Quase nada.

26- O que faz a Guiness ser tão diferente?
O famoso chopp irlandês tem um paladar marcante. É bem mais encorpado. Sua espuma é mais espessa e cremosa, pois acrescenta-se nitrogênio ao gás.

27- O que os belgas colocam no chopp para que eles tenham sabores de cereja ou morango?
As próprias frutas. Elas são acrescentadas na etapa da fermentação.

28- Quais os tipos mais estranhos de chopp que existem?
Há chopps aromatizados com tabaco, com gosto de chocolate e até de pimenta.

29- Stout, Ale, Bitter, Smoked, que diabos é isso tudo?
São tipos diferentes de chopp. O Stout é feito no mesmo estilo da Guiness. O Bitter é mais amargo, é mais comum na Inglaterra. O Ale é de alta fermentação, muitas vezes com teor alcoólico mais alto. O Smoked tem parte do malte defumado.

30- Quanto se bebe de chopp no Rio?
Estima-se que sejam bebidos 73,8 milhões de litros por ano na cidade. Isso significa 30% do que se bebe no Brasil.

31- Por que o mesmo chopp pode ter gosto diferente conforme o local?
Era para ser igual em todos os lugares. Ele fica diferente devido a problemas na armazenagem dos barris, na formação de espuma, na limpeza dos copos, na refrigeração e na competência do tirador. Há ainda a questão de que nem sempre o chopp anunciado é o que realmente está sendo vendido, por vezes na realidade está sendo servido um chopp de qualidade igual mas sabor diferente ou de qualidade inferior visando reduzir custos.

32- Qual o teor alcoólico do chopp?
A graduação varia entre 4,5% e 5%. O vinho tem 8%, o licor 22% e destilados, como a vodca e o uísque, 42%.

33- O que tem mais gás: chopp, cerveja ou refrigerante?
O chopp tem a mesma quantidade de gás que a cerveja. Ambos têm menos gás que o refrigerante.

34- Até quantos chopps é permitido dirigir?
Depende do peso da pessoa e da capacidade de seu organismo processar o álcool. Mas aconselha-se, de modo geral, a beber apenas dois copos. Mais do que isso se torna um risco enfrentar o trânsito e o bafômetro.

35- Qual o país onde mais se bebe chopp?
Alemanha.

36- Quantos mililitros são “roubados” num copo com três dedos de espuma?
Nenhum. Os copos costumam ter 330 ml e são servidos com 300 ml de líquido e o resto de espuma. No exterior, é comum haver copos com a marca de 300 ml estampada. No Brasil, é preciso confiar no olho do tirador.

37- Qual é o copo ideal para uma boa degustação?
Tem de ser fino. De preferência de cristal. O contato da boca com um copo mais fino e mais gelado é mais prazeroso. Também é aconselhável o uso de copos longos, com fundo mais estreito que a boca, para facilitar a formação do colarinho.

38- Qual a melhor cevada do Brasil?
É a cultivada no cerrado, na região do Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso e Minas Gerais. As hastes têm 6 fileiras e os grãos tem qualidade comparável aos da Europa e superiores aos do Sul do país. No Rio Grande do Sul, há mais plantações (100 mil hectares contra apenas 7 mil da região central), mas as hastes só dão duas fileiras de grãos e a colheita às vezes é prejudicada pelas chuvas.

Via Vicente Chopp

COMENTÁRIOS