Pra quem não sabe o dia 13 de setembro representa uma data muito importante no calendário etílico Brasileiro. 13 de setembro é o “Dia Nacional da Cachaça” e, sendo assim, nossa equipe não podia deixar esse dia tão especial passar em branco. Nossas comemorações já foram iniciadas e, sendo hoje um quinta-feira, resolvemos dar uma antecipada no fim-de-semana e já partir pro goró de imediato. Hoje o happy-hour promete e vai ser à base da boa e velha purinha, a nossa querida e mundialmente conhecida cachaça.

dose pura 13 de setembro   Dia Nacional da Cachaça

Dia nacional da cachaça? conte-me mais…

Isso mesmo, querido amigo beberrão. A cachaça tem um dia específico a ser comemorado no calendário nacional. O dia 13 de setembro foi o escolhido por representar a data histórica de um dos primeiros movimentos de insurreição nacional, a revolta da cachaça.

revolta cachaca1 13 de setembro   Dia Nacional da Cachaça

Já nos tempos coloniais, a produção de cachaça era uma importante atividade econômica no Brasil, levando a redução do consumo da bagaceira importada de Portugal. Preocupados com o sucesso da aguardente, os portugueses, através de uma Carta Real de 13 de setembro de 1649, proibiram a fabricação e a venda da cachaça em todo o território brasileiro.

Os proprietários de cana-de-açúcar e alambiques, indignados com as constantes cobranças de impostos ao longo dos anos e perseguidos por vender a bebida, se revoltam no dia 13 de setembro de 1661 e tomam o poder no Rio de Janeiro por cinco meses resultando  na chamada revolta da Cachaça. Com o poder restituído, o movimento é repreendido com violência e o seu líder, Jerônimo Barbalho Bezerra, é enforcado e decapitado, tendo sua cabeça pendurada no pelourinho da cidade, como exemplo à população fluminense.

Hoje, todo o dia 13 de setembro se comemora o “Dia Nacional da Cachaça” como uma forma de relembrarmos os tempos de um Brasil colonial, quando a cachaça era símbolo de resistência contra a dominação portuguesa. Lindo, não!?

Mas espera aí…já não existe um “Dia Internacional da Cachaça”?

De fato o dia 21 de maio foi intitulado o dia internacional da cachaça, contudo, não possui toda a representatividade histórica que o dia 13 de setembro e a revolta da cachaça proporciona à cultura e, porque não, ao folclore Brasileiro. Em tempos de Brasil-colônia, se livar das amarras portuguesas por meio da cachaça era algo para ser comemorado e até hoje lembrado.

Lula toma cachaça Foto Dida Sampaio da Agencia Estado e1347561759157 13 de setembro   Dia Nacional da Cachaça

Ex-presidente Lula, um grande “incentivador” da cachaça no mercado internacional.

A data foi instituída pela Comissão de Educação e Cultura da Câmara dos Deputados em outubro do ano passado, após aprovação do projeto de lei do deputado Valdir Colatto (PMDB-SC). Entre os argumentos do autor do projeto, está a luta pelo reconhecimento da cachaça no mercado internacional como bebida exclusiva e genuinamente brasileira.

Você realmente entende de cachaça?

Você sabia que hoje só pode ser considerada cachaça a bebida produzida no Brasil e a partir de cana-de-açúcar? Feito isso, precisa ter graduação alcoólica entre 38º e 48º e pode ser dividida em dois tipos. A “branca”, é embalada logo após a produção e é mais rústica. Já a envelhecida passa, por determinações da legislação brasileira, no mínimo um ano em barris de madeira como cedro e jequitibá. Nesse processo, a bebida perde um pouco de álcool e assimila aromas, uma cor mais dourada e o sabor, suaviza.

barril2 13 de setembro   Dia Nacional da Cachaça

Outra curiosidade em relação à cachaça é que hoje em dia existe um órgão específico para tratar de assuntos relacionados ao nosso querido “mé”, o IBRAC – nstituto Brasileiro da Cachaça, fundado em 2006 e localizado em Brasília. Pra quem achava que beber era coisa de malandro e gente desocupada, taí um exemplo de organização e responsabilidade na defesa de um patrimônio cultural genuinamente brasileiro.

Como harmonizar uma boa cachaça?

Pra quem acha que harmonização só serve para vinhos, cervejas ou qualquer outra bebida afrescalhada está muito enganado. A cachaça é harmonizada sim, e existem inúmeros pratos que combinam muito bem com uma boa cachacinha. Abaixo vamos citar alguns exemplos:

Cachaça branca suave: Combina com petiscos como torresmos, linguiças e frituras em geral. Indicada também no acompanhamento de entradas, tira-gostos e pratos rápidos a base de pães.

mandioca com torresmo e cachaça e1347562290530 13 de setembro   Dia Nacional da Cachaça

Cachaça, torresmo e mandioca cozida = perfeição!

Cachaça branca forte: Ideal para acompanhar pratos como arroz carreteiro, carnes vermelhas defumadas e carnes com ervas em geral. Também costumam acompanhar pratos típicos das regiões Norte-Nordeste, conhecidamente “pesados”.

arroz a carreteiro 13 de setembro   Dia Nacional da Cachaça

Arroz carreteiro combina com cachaça branca de sabor mais forte

Cachaça envelhecida: A adocicada casa perfeitamente com queijos fortes, devido ao alto contraste do açúcar com o sal. Além dos queijos, caldos e sopas também são boas pedidas para esse tipo de cachaça. Já as amargas são harmonizadas com pratos a base de frango e galinha, que são carnes mais suaves.

cacha2 13 de setembro   Dia Nacional da Cachaça

A cachaça envelhecida suave casa perfeitamente com queijos fortes

Desfrute com moderação desse 13 de setembro. Escolha uma purinha de qualidade, deguste-a com um bom tira-gosto, rodeado de amigos e de um bom papo. Pedirei a devida licença à minha sagrada cervejinha diária e molharei o bico hoje com uma magnífica caipirinha para celebrar, e você?

 

 

COMENTÁRIOS